• Início
  • Blog
  • Como um Centro de Excelência em automação ajuda você a evitar 3 armadilhas comuns
Prepare-se para o lançamento

A missão Artemis I da NASA para chegar à lua é um ótimo exemplo do valor de uma central de controle centralizada. Falhas no sistema de combustível atrasaram o lançamento. Esses problemas de combustível foram detectados e consertados e a missão foi concluída com sucesso no final do ano passado. É exatamente assim que uma central de controle deve funcionar: procurar anomalias em milhares de sistemas e, quando uma for encontrada, usar a experiência e a inteligência combinadas para determinar o melhor curso de ação para obter o desempenho ideal. 

Embora a iniciativa de automação provavelmente seja bem menos custosa e não esteja sendo observada por milhões de pessoas em todo o mundo, ela ainda é o início de uma incrível viagem rumo à inovação, transformação e otimização. A força de trabalho digital aumentará a produtividade, melhorará a precisão, aumentará a velocidade e muito mais, onde cada membro da organização poderá ver os benefícios potenciais. Mas a iniciativa também precisa de uma central de controle centralizada para ajudar a orientar, aprimorar e coordenar os esforços de automação para obter excelentes resultados. De certa forma é uma central de excelência.

Baixe nosso novo infográfico para saber mais.

Não considere a possibilidade de lançamento sem uma central de excelência em automação

Um Centro de Excelência (CoE) é uma central de competência administrada por um grupo de especialistas reunidos para ajudar uma organização a adotar um processo e gerar resultados benéficos. Assim como o Controle de Missão da NASA em Houston (que assume o controle de lançamento assim que o foguete sai da torre de lançamento), um CoE organizacional fornece práticas recomendadas, liderança, pesquisa, treinamento e orientação para um projeto enquanto ele está em andamento.

Para a automação, um CoE é um recurso compartilhado que fornece práticas recomendadas, liderança, pesquisa e treinamento à medida que a jornada acontece. Um bom CoE está sempre monitorando e orientando o progresso, trazendo especialistas quando necessário e comunicando o progresso às principais partes interessadas.

As equipes de controle de missão da NASA estão sempre aprendendo, melhorando e considerando as ramificações de cada decisão. Para que a iniciativa de automação seja bem-sucedida, um CoE precisa fazer o mesmo. A função dela começa antes de a automação começar a ser dimensionada em toda a organização. Ela usa a experiência com automação e o conhecimento da empresa e a cultura para determinar o roteiro. Além disso, ela procura antecipadamente possíveis obstáculos, garantindo que nenhuma oportunidade seja perdida ao longo do caminho. 

Isso parece uma jornada para a fronteira final, mas não é, especialmente quando você tem nosso novo infográfico para ajudá-lo a implementar um CoE para evitar as armadilhas mais comuns de uma iniciativa de automação. 

Um CoE mantém a automação na trajetória correta desde o lançamento

Vamos acionar o motor de dobra espacial e saltar para o destino final: Três das armadilhas mais comuns das iniciativas de automação são não medir o que é importante, optar por automatizar os processos errados e não contar a todos sobre os sucessos. O infográfico fornece mais detalhes sobre cada um dos desafios e dá dicas para ajudar você a evitá-los ou usá-los a seu favor. Aqui está apenas um resumo do que o infográfico abrange:

  • Armadilha nº 1: não mensurar desde o início. Mensure o que é importante para a sua iniciativa de automação e para a sua empresa, pois é preciso quantificar o impacto comercial do seu esforço.
  • Armadilha nº 2: selecionar os casos de uso errados. Considere a complexidade, o tempo, o valor, a motivação, o sucesso e muito mais ao traçar sua jornada de automação e, então, escolha sabiamente.
  • Armadilha nº 3: manter o sucesso em segredo. A NASA tem uma experiência incrível com a comunicação e ela coloca isso em prática. Crie o mesmo entusiasmo e motivação em torno dos seus esforços de automação e fale sobre isso incessantemente. 

Prepare-se para a decolagem montando um CoE de automação

A NASA não lança um foguete primeiro e depois, enquanto ele está indo para o espaço, decide reunir as pessoas no controle da missão. Essa equipe está alinhada com o controle de lançamento desde o início. Seu CoE de automação deve ser criado com o mesmo pensamento e sincronização.

Para saber por que é fundamental criar um CoE sólido antes do lançamento, faça o download do infográfico. E, em seguida, siga corajosamente na jornada de automação. 

 

 

Experimente Automation Anywhere
Close

Para os negócios

Inscreva-se para ter acesso rápido a uma demonstração completa e personalizada do produto

Para estudantes e desenvolvedores

Comece sua jornada RPA instantaneamente com acesso GRATUITO ao Community Edition